Voz do Presidente | É hora de unir forças!

É uma honra, satisfação e responsabilidade dar início a essa nova gestão da AUDICOM. Há 12 exisitimos enquanto carreira em Mato Grosso, e neste período já obtivemos muitas conquistas, mas que ainda são insuficientes diante de tantos desafios que precisamos enfrentar.

Nós, controladora de Santo Afonso Alyna Amaral (vice- presidente), Controlador de Santo Antonio do Leverger Adriano Costa (1º Tesoureiro), controladora de Apiacás Katia Silva (2º Tesoureira), controladora de Campo Verde Lislaine Laurindo (secretária geral), controlador de Bom Jesus do Araguaia Eloir Padilha (Diretor de Ética), controlador de Ipiranga do Norte Jonathan Telles e eu, controlador de Rondonópolis Angelo Oliveira, como presidente, recebemos esta missão com plenitude, ética e gratidão, fazendo jus à confiança em nós depositada.

Nos próximos 24 meses deixaremos a nossa parcela de contribuição aos sistemas de controle interno dos municípios mato-grossenses. Daremos continuidade ao processo de fomento e suporte técnico para implantação e efetivo funcionamento das Unidades Centrais de Controle interno ou Controladorias Gerais em todos os Municípios de Mato Grosso. Lutaremos por um Sistema de Controle Interno efetivo e para o titular do poder constituinte ver, que é o povo. Chega de controle interno para “Inglês ver”.

Queremos aqui render homenagens aos homens e mulheres que estudaram muito para serem aprovados nos concursos, em geral, os mais concorridos, para ingresso na carreira do controle interno municipal. Profissionais de excelência que continuam estudando e se aprimorando dia a dia para conseguirem desenvolver a complexa, abrangente e insalubre missão do Controle Interno.

Dentre os nossos principais objetivos, destacamos a efetivação das prerrogativas e a valorização dos auditores e controladores internos municipais. Consideramos que a luta pela valorização dos profissionais do controle interno é, antes de qualquer coisa, uma luta em defesa do patrimônio público. É por meio dos auditores e controladores internos municipais que se constrói os pilares da transparência e da eficiência nos Municípios. Assim, não restam dúvidas de que a atuação da AUDICOM deve ser de forma a garantir que se cumpram todas as prerrogativas dos auditores e controladores, que os profissionais sejam respeitados e tenham condições de trabalho.

É inadmissível um servidor de nível superior, de carreira típica de Estado, responsável pela fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial dos Municípios, em pleno ano de 2019, não possuir carreira compatível com a complexidade e responsabilidade do cargo de auditor ou controlador interno.

A AUDICOM atuará em rede, construirá parcerias e será implacável contra aqueles que boicotam e perseguem auditores e controladores por estarem em exercício efetivo de sua missão institucional.

Atuaremos em todos os fóruns possíveis, em desfavor daqueles que atuam na “escuridão” e atentam contra o Sistema de Controle Interno dos Municípios mato-grossenses.

Chega de “maquiadores internos” que exercem as funções do controle interno em cargos precários, providos por meio de nomeações ou gratificações, submetidos ao humor e interesses muitas vezes escusos de gestores que insistem em burlar o instituto do concurso público para carreira específica do controle interno.

Da mesma forma, a AUDICOM será parceira de todos os Municípios e gestores transparentes, que atuam na “luz” e fortalecem seus sistemas de controle interno, aqueles que atendem as determinações estabelecidas na Constituição Federal e em diversos normativos.

O momento é de mudança de paradigma, com a efetiva implantação dos Sistemas de Controle Interno, cuja exigência está na Constituição Federal (1988). Até quando vamos tolerar essa procrastinação?

Por essas razões, conclamo a todos os agentes do controle interno e externo do Estado de Mato Grosso, do Centro-Oeste e do País a se unirem a esta diretoria no esforço para implantar e efetivar as Unidades Centrais de Controle Interno ou Controladorias Gerais (UCCI) em todos os municípios.

Só assim, unidos e fortalecidos, conseguiremos defender o patrimônio público de forma sistêmica e integrada, e ainda, consolidar o reconhecimento da sociedade sobre a importância da atividade de controle, e conquistar a transparência e utilização correta do dinheiro público, como tanto almeja a nossa sociedade.

Contem comigo nesta luta.

Com estima!

Angelo Silva de Oliveira – Presidente da AUDICOM-MT – biênio 2019-2020.

Mais Artigo